‘Não comprem ingressos! Porque vocês têm uma enorme possibilidade de perder o dinheiro’, alerta Paes sobre festas no Rio

Prefeito afirmou que está monitorando redes sociais e sites de venda para ‘não permitir que essas festas aconteçam’.

O prefeito Eduardo Paes (DEM) pediu nesta sexta-feira (5) que cariocas não comprem ingressos para festas com aglomeração no Rio.

“Não comprem ingressos! Porque vocês têm uma enorme possibilidade de perder o dinheiro que vão gastar comprando esses ingressos. Essas festas não vão acontecer”, afirmou Paes.

Paes disse ainda que está “monitorando as redes sociais, esses sites conhecidos de venda de ingressos de festas”, para planejar as ações de repressão.

Nesta quinta-feira (4), o prefeito afirmou nas redes sociais que “ia para cima” de uma plataforma de venda de tíquetes. “Dura nesses irresponsáveis”, escreveu.VÍDEO: Paes proíbe escolas de samba e blocos no carnaval no Rio

Prefeito suspendeu ainda a autorização de comércio ambulante temporário. Medida vale entre os dias 12 e 22 deste mês.

‘Briga’ no carnaval

Paes publicou no Diário Oficial desta sexta um decreto em que proíbe desfiles de escolas de samba e saídas de blocos de rua no Rio entre os dias 12 e 22 de fevereiro, sob risco de crime contra a saúde pública.

Ele já tinha determinado a suspensão do ponto facultativo na segunda-feira de carnaval e feito um acordo para que o comércio abra durante o feriado.

Prefeito do Rio, Eduardo Paes, em coletiva — Foto: Reprodução/GloboNews

Prefeito do Rio, Eduardo Paes, em coletiva — Foto: Reprodução/GloboNews

Em entrevista ao G1, o prefeito já tinha dito que será uma “briga de gato e rato” com blocos espontâneos.

“O problema são essas coisas que surgem sem muita consciência. Então, nós vamos ter que ficar atrás disso. Briga de gato e rato, buscando punir, penalizar e atrapalhar a festa de quem quiser fazer a festa. A gente está trabalhando com essa hipótese”, afirmou.

Segundo Paes, os grandes blocos já se mostraram dispostos a não realizar a festa justamente por conta do cuidado necessário com a pandemia.

O prefeito destacou ainda que “a Guarda Municipal vai desligar o carro de som que tiver levando bloco”.

“A polícia vai ter que agir junto. Se tiver um bloco que surja só na acústica, sem carro de som, a gente vai ter que coibir”, emendou.

Cidade toda em risco alto

Pela terceira semana seguida, todas as 33 regiões administrativas do Rio ficaram em risco alto para a Covid-19. A classificação leva em consideração o número de internações e mortes.

De acordo com a Prefeitura do Rio, as medidas de proteção à vida não mudam, como a limitação da capacidade de lotação de estabelecimentos, com distanciamento de 1,5 metro entre as mesas de restaurantes e a proibição de consumo de clientes em pé.

Também segue em vigor que shoppings, supermercados e farmácias devem funcionar com dois terços da capacidade. As boates estão abertas com um quarto do público e sem pista de dança.

“Escolas devem ser as primeiras a abrir e as últimas a fechar. Se tiver que fechar alguma coisa daqui para a frente, a última coisa que vai fechar é a escola”, disse o prefeito Eduardo Paes no boletim da semana passada.

No início do ano, o Município do Rio adotou a classificação por bairros para nortear as ações contra a pandemia. Nenhuma região chegou a risco muito alto.

Nessa condição, segundo as diretrizes da prefeitura, não poderão abrir:

  • Shoppings;
  • Boates;
  • Feiras livres;
  • Estádios e ginásios;
  • Clubes;
  • Museus;
  • Galerias e exposições de arte;
  • Aquário;
  • Conferências, convenções e feiras comerciais.

Cidade com mais mortes

O Rio de Janeiro é a cidade do Brasil onde mais se morreu por Covid-19. A capital fluminense chegou nesta quinta-feira (4) à marca de 17.535 óbitos e passou São Paulo, que registra 17.491 mortes – os dados são das prefeituras dos dois municípios.

A capital paulista tem mais de 12 milhões de habitantes, quase o dobro dos 6,7 milhões do Rio, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Ultimas Notícias

spot_img

Veja

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here