Saúde masculina: Como ter uma boa alimentação

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) destacou que as doenças cardiovasculares (como infarto agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral, hipertensão), pneumonia, cirrose hepática, diabetes e câncer de próstata são as principais causas de morte em homens. Por isso, o Dr. Marco Antonio Fortes explica que, entre as medidas preventivas que todos devem tomar, são necessários bons hábitos alimentares para prevenir e tratar doenças.

A comida é uma parte importante dos cuidados com a saúde, uma vez que certos alimentos beneficiam os homens de maneiras diferentes. No caso do câncer de próstata, o risco de desenvolver a doença está quase que diretamente relacionado aos hábitos alimentares. Sendo assim, certos micronutrientes têm um papel importante na prevenção da saúde sexual humana e do próprio câncer, incluindo: vitaminas A, D, C, potássio e magnésio.

Por isso, em 2009, o Ministério da Saúde implantou a “Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem”. Um dos principais objetivos é promover ações saudáveis ​​que contribuam com a realidade dos homens. Por exemplo, o mestre e doutor em urologia Marco Antonio Fortes explicou que homens com mais de 50 anos e com sintomas de problemas de próstata, como disúria, falta de fluxo urinário ou sensação de esvaziamento incompleto da bexiga, devem ir ao médico para investigar o problema. Pode ser que outras doenças (como infecções do trato urinário) estejam causando os sintomas. No Brasil, o câncer de próstata é a segunda doença mais comum entre os homens (depois do câncer de pele não melanoma). Em termos absolutos, é o sexto tipo mais comum no mundo e o tipo mais comum entre os homens, sendo responsável por cerca de 10% de todos os cânceres.

Portanto, o cultivo de hábitos saudáveis, a prática de exercícios físicos regulares, alimentação balanceada e o uso moderado de bebidas alcoólicas são essenciais para a redução de problemas que podem ser evitados. Logo, tenha preferência por alimentos como abacate, beterraba, cenoura, frutas cítricas, tomates maduros, peixes e vegetais verde-escuros. O Dr. Marco Antonio Fortes lembra da importância do acompanhamento médico, pois a detecção precoce da doença aumenta a chance de um tratamento eficaz e maior possibilidade de cura.

Ultimas Notícias

spot_img

Veja

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here