Tudo o que você precisa saber sobre o cateter Duplo J

O Doutor Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes é médico urologista, graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e doutorado pela Universidade Federal de São Paulo. Atualmente exerce a função de cirurgião geral, com especialidade em prostatectomia robótica, uma cirurgia minimamente invasiva, contra a cura do câncer de próstata. Com mais de 20 anos de experiência na área, o especialista explica tudo o que você precisa saber sobre o cateter Duplo J e porque ele é tão importante para os rins.

O cateter Duplo J recebe esse nome por apresentar duas extremidades com o formato parecido com o da letra. Ele é um fino tubo flexível de poliuretano, com furos em seu trajeto, frequentemente usado por urologistas para permitir o escoamento da urina entre o rim e a bexiga. Os médicos usam principalmente após o tratamento de pedras nos rins ou nos ureteres, mas também para a reconstrução do sistema urinário em casos de câncer.

Por possuir a finalidade de drenagem, o Doutor Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes diz que o cateter consegue evitar pequenos vazamentos de urina para dentro da cavidade abdominal, pois não deixa com que os fragmentos dos cálculos ou dos edemas da mucosa, se tratando de um pós operatório, cause dor e prejudique a função renal, que poderiam eventualmente ficar presos no meio do trajeto.

Os sintomas depois da implantação do Duplo J são variáveis, normalmente a grande maioria apresenta formas leves, enquanto a minoria tem sintomas mais intensos e precisam de medicamentos. São eles:

  • Aumento da frequência urinária;
  • Desconforto pélvico;
  • Sensação de ardência ao urinar;
  • Pequenas quantidades de sangue na urina;
  • Esvaziamento incompleto da bexiga;
  • Dor na região lombar.

O Doutor Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes diz que apesar de todos esses sintomas, o cateter Duplo J é um excelente amigo para o rim. É bom também por ter uma aplicação tranquila, podendo ser cirúrgica, endoscópica ou percutânea, devido ao seu material. Os pacientes costumam ficar com o Duplo J de 7 a 30 dias, sem qualquer contraindicação, como relações sexuais, por exemplo. Então, para aliviar os possíveis sintomas, basta ingerir bastante água, evitar atividades físicas pesadas, não segurar o xixi e fazer uso das medicações prescritas.

Ultimas Notícias

spot_img

Veja

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here