Melhores comédias brasileiras de acordo com Frederico Gayer Machado de Araujo

O empresário Frederico Gayer Machado de Araujo, amante de cinema, sobretudo brasileiro, dá dicas das melhores comédias produzidas por brasileiros para você curtir na sua casa em ótimas companhias. Dos clássicos até os atuais, vem conferir essas indicações!

1- O Auto da Compadecida (2000)

Baseado na obra de Ariano Suassuna, “O Auto da Compadecida” é um dos, se não o maior clássico de comédia que temos no Brasil. Publicada em 1955, a história conquistou os brasileiros primeiro nos palcos, depois nas telinhas. A história, que é hilária, se tornou um marco na cultura brasileira e principalmente na nordestina. A trama se passa na Paraíba dos anos 30, os protagonistas são Chicó e João Grilo que compartilham as agonias da pobreza.

2- Malasarte e o duelo com a morte (2017)

O filme lançado em 2017 foi a produção brasileira que mais investiu em computação gráfica para contar a história de Pedro Malasarte, um personagem tradicional do folclore brasileiro, que vive pregando peças a fim de ganhar dinheiro. Tem uma grande dívida com um homem mas acaba se apaixonando perdidamente pela irmã dele. Um belo dia a morte aparece na sua direção e ele precisa provar que é mais inteligente que ela. Esse é o favorito de Frederico Gayer Machado de Araujo.

3- Lisbela e o Prisioneiro (2003)

Mais uma adaptação da cultura nordestina que foi para as telinhas, “Lisbela e o Prisioneiro” foi adaptado de uma peça de teatro. O filme conta a história de Lisbela, uma moça romântica que assiste aos filmes de Hollywood e sonha com o dia em que vai viver um amor igual. Um dia, chega na cidade um moço malandro chamado Leléu que proporciona à Lisbela um romance de Hollywood nordestino, eles se apaixonam e vivem esse amor como se fosse um filme. 

4- Dona Flor e seus dois maridos (1976)

A trama escrita em 1966 pelo autor Jorge Amado, virou filme 10 anos depois de seu lançamento, sendo uma das histórias mais conhecidas do autor. Frederico Gayer Machado de Araujo diz que é um de seus livros favoritos. Como o próprio nome já diz, o enredo conta com um triângulo amoroso entre Dona Flor e dois homens. Entretanto, um deles é um espírito, o que causa uma desordem tremenda na Bahia, onde se passa a história. 

Ultimas Notícias

spot_img

Veja

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here